Processo de Projeto – Principais Aspectos

Escrito por Fernando Conci

Publicado em 22 de abril de 2021 · 3 minutos de leitura

Primeiramente, para garantir a sua proteção e a proteção do serviço realizado, existem normas nas quais regulam o processo de projeto.

Pois, o manuseio de máquinas e equipamentos é extremamente comum na rotina de vários trabalhadores brasileiros, isso exige ter um processo de projeto.

Sendo assim, esses trabalhadores lidam com esses recursos, variando de pequeno a grande porte, diariamente e em diferentes âmbitos do trabalho.

Dessa forma, o processo de projeto certifica que esse cumprirá normas de segurança ao longo das atividades.

Hoje, falaremos aqui sobre os aspectos gerais do processo de projeto para melhor compreender informações sobre a prevenção de acidentes e doenças de trabalho.

Saiba como funciona a Validação – Conformidades

Aspectos gerais do processo de projeto

As máquinas são essenciais para o setor industrial do país e para o desenvolvimento do mesmo. Mas, isso não anula o fato de que o uso delas é indiscutivelmente perigoso. Infelizmente, acidentes envolvendo maquinário é muito comum e cresce mais a cada ano. Sendo assim, se faz importante pensar em um processo de projeto no qual tenha como objetivo garantir a saúde e a integridade física de tantas vidas nas quais se dedicam a esse tipo de trabalho. Portanto, o processo de projeto costuma ser pautado em normas nas quais estabelecem os requisitos mínimos a fim de evitar acidentes, reduzir riscos e prevenir doenças do trabalho nas fases de projeto e de utilização dos equipamentos. Portanto, o processo de projeto é válido em processos como a fabricação, importação, transação, exposição, cessão e todas as outras atividades econômicas.

Algumas das medidas de segurança

Primeiramente, essas medidas estão divididas entre as coletivas, as normas administrativas e as de proteção individual. A mais conhecida é o uso do EPI ou Equipamento de Proteção Individual. Dessa forma, assim como todas as outras medidas, é usada mediante análise do tipo de risco no qual o trabalhador pode estar exposto. Por exemplo:

  • Dispositivos de partida, acionamento e parada;
  • Sistema de segurança;
  • Dispositivos de parada de emergência;
  • Componentes pressurizados;
  • Transportadores de materiais;
  • Aspectos ergonômicos;
  • Manutenção, inspeção, preparação, ajustes e reparos;
  • Sinalização;
  • Procedimentos de trabalho e segurança;
  • Capacitação.

Além disso, a comunicação entre os colaboradores e o acesso à informação são fundamentais quando se trata de redução de riscos. Isso porque os dois fatores são decisivos quanto à prevenção de muitos acidentes em atividades trabalhistas.

A norma regulamentadora número 12

Primeiramente, a NR 12 é a norma responsável pela segurança dos trabalhadores em máquinas e equipamentos. Dessa forma, o seu objetivo é estabelecer medidas de proteção nos quais assegurem a integridade física dos trabalhadores que operam máquinas e equipamentos em todas as fases do processo de projeto. Dessa forma, isso evita que o trabalhador entre em contato com partes móveis da máquina, com medidas nas quais se equilibram entre a restrição de movimentos do trabalhador e movimentos da máquina. Quer saber mais? Então confira nosso conteúdo completo e extremamente rico a respeito do processo de projeto de seguridade!

Consideração de defeitos segundo a NR 12!

Deixe o seu comentário

Participe do nosso grupo de Telegram!

Tudo sobre NR 12, incluindo materiais gratuitos, planilhas de controle, modelos de análises de risco e uma comunidade engajada sobre NR 12!
Mais artigos relacionados

Estimativa de Risco e Parâmetros S, F e P

Quando se fala no manuseio de máquinas e equipamentos, existem muitos elementos por trás dos riscos, nesse cenário, a estimativa de risco se torna muito importante. Sendo assim, esse é um recurso no qual considera a análise, não só do uso adequado da máquina, como...

Materiais Gratuitos!

Confira todos os materiais criados pela Normatiza para engenheiros, técnicos e relacionados a NR 12!