Estimativa de Risco na NR 12

Escrito por Josue Evandro Conchi

Publicado em 9 de fevereiro de 2021 · 4 minutos de leitura

Para evitar perigos frequentes no ambiente de trabalho, é preciso fazer uma estimativa de risco. Ela ajuda a perceber, sobretudo, quais são os perigos envolvidos no manuseio de máquinas e equipamentos.

No tema de hoje, vamos falar sobre os aspectos envolvidos nessa estimativa segundo as informações disponibilizadas na NBR 12100:2013.

Como é classificada uma Situação Perigosa na segurança do trabalho? (Fonte: NBR 12100 (página 65)

O que é estimativa de risco?

A estimativa de risco deve ser realizada após a identificação dos perigos e feita separadamente, conforme cada situação de perigo. A fim de se chegar a um resultado exato, é levado em consideração os elementos chamados de severidade e probabilidade de ocorrência do dano. Atualmente, um dos métodos mais utilizados no Brasil é o HRN (Número de Classificação do Perigo). Sendo quantitativo e qualitativo, ele ajuda na tomada de decisões sobre quais dispositivos oferecem segurança no manuseamento de máquinas e equipamentos. Mas, independentemente do método, a NBR 12100 afirma que ele deve ser realizado em conjunto com máquinas ou protótipos já existentes.

Aspectos utilizados na estimativa de risco

Ao determinar os elementos de risco, é necessário considerar alguns aspectos os quais ajudarão a nortear uma boa avaliação de estimativa. Veja quais são eles:

Pessoas expostas

Deve-se levar em conta todas as pessoas expostas a um perigo. Na probabilidade, analisa-se, por exemplo, a exposição de pessoas qualificadas e não qualificadas na possibilidade de evitar ou limitar o dano.

Tipo, frequência e duração da exposição ao perigo

Nesse aspecto, a estimativa da exposição ao perigo considera todos os modos de operação nas máquinas e métodos de trabalho. Durante a análise, é fundamental ter em conta as necessidades de acesso durante limpeza, manutenção, correções, procedimentos de carga/descarga, configuração, regulagens e mudanças de ferramental ou processo. Na probabilidade é observado, por exemplo, a frequência de acesso ao lugar de risco, período de exposição, motivo e natureza do acesso.

Relação entre a exposição e os efeitos

Nesse aspecto recomenda-se tudo ser baseado em dados reconhecidos na avaliação de exposição ao perigo e efeitos. Assim, é usado histórico de acidentes, comparação de riscos, confiabilidade e outros dados estatísticos para se chegar à probabilidade de ocorrência de um evento perigoso.

Fatores humanos

Além de fatores técnicos, deve-se considerar fatores humanos como estresse, interação de pessoas com a máquina, fadiga, habilidades limitadas devido à idade, deficiência, etc. Muitas vezes são esses fatores os causadores dos riscos de lesões ou danos à saúde.

Confiabilidade de funções de segurança

É essencial considerar quais os componentes e sistemas responsáveis pelo aumento de ocorrência de danos, sobretudo, quando envolver, por exemplo:

  • Comportamento adequado;
  • Atenção;
  • Organização do trabalho;
  • Aplicação de equipamentos de proteção individual (EPI);
  • Habilidade ou treinamento;
  • A confiabilidade relativamente baixa de tais medidas, em comparação com comprovadas medidas técnicas de proteção.

Possibilidade de anular ou burlar as medidas de proteção

No manuseio contínuo e seguro, as medidas de proteção devem garantir que o uso seja fácil e sem comprometimentos. Se isso não acontecer, será preciso anular ou burlar as medidas de proteção para garantir o bom funcionamento da máquina. Ainda segundo a NBR 12100:2013, “A estimativa do risco deve identificar onde as funções de segurança não estão separadas das demais funções da máquina, e determinar em que partes, o acesso pode ser permitido”.

Viabilidade nas medidas de proteção

A estimativa de risco deve determinar se o nível de proteção está adequado para que as medidas de segurança sejam mantidas nas condições corretas.

Informações para uso

Na estimativa de risco é importante, também, levar em consideração as informações providas aos usuários (profissionais ou não) nos manuais de operação, guias e nas próprias máquinas. Assim, isso garante que a segurança e o bom uso das máquinas sejam mantidos. Caso tenha alguma dúvida a respeito das estimativas de risco, entre em contato conosco! Será um prazer te ajudar. Aproveita também e compartilha o conteúdo com seus colegas da área!

O que é o Perigo Térmico para a NR 12?

Deixe o seu comentário

Participe do nosso grupo de Telegram!

Tudo sobre NR 12, incluindo materiais gratuitos, planilhas de controle, modelos de análises de risco e uma comunidade engajada sobre NR 12!
Mais artigos relacionados

Materiais Gratuitos!

Confira todos os materiais criados pela Normatiza para engenheiros, técnicos e relacionados a NR 12!

Falar no WhatsApp
1
💬 Falar com especialistas em NR 12
Olá!
Fale com nossos especialistas em NR 12 e conheça mais da Normatiza!