Entenda o Método HRN e baixe a planilha grátis agora!

Escrito por Josue Evandro Conchi

Publicado em 25 de julho de 2020 · 6 minutos de leitura

O método HRN possibilita analisar riscos, sobretudo no trabalho junto a máquina e equipamentos, de maneira ágil e precisa. Portanto, continue lendo e saiba como funciona o método HRN. Pois, lidar com as obrigatoriedades da NR 12 não é tarefa muito simples, principalmente, empresas nas quais tenham muitas máquinas em seus espaços.

A apreciação de riscos é necessária em todo o maquinário, além de outras demandas da Segurança do Trabalho voltado a integridade dos colaboradores. Adotar técnicas e ferramentas ou algum método no qual facilite a realização dessas atividades, é sem dúvida, o objetivo de muitos gestores. Por isso, vale conhecer a planilha do método HRN, este recurso vai contribuir na análise da NR 12.

planilha cálculo hrn

O que é o método HRN?

O método HRN, Hazard Rating Number, ou em tradução livre, Número de Avaliação de Perigos, é ferramenta quantitativa usada a fim de estimar danos. Dessa forma também, esse método mede seus efeitos, identificando se são aceitáveis ou precisam de ações preventivas/corretivas. O cálculo do HRN consiste em quantificar riscos, e dentro de uma tabela expressará gravidade e possibilidade de acontecer e o número de pessoas a serem afetadas.

Portanto, o método é mundialmente aplicado, sobretudo no segmento industrial, e ajuda especialistas da área a elaborarem suas análises. Dessa forma, esse método proporciona uma unicidade entre os termos técnicos, por exemplo. Portanto, é utilizado nos processos da NR 12, no qual se trata das diretrizes do Ministério do Trabalho destinadas às operações com máquinas e equipamentos. O número HRN é o produto dos seguintes parâmetros:

  • PE – Probabilidade de Exposição;
  • FE – Frequência de Exposição;
  • PMP – Grau de Severidade ou Probabilidade Máxima de Perda;
    • Também tratado como GPD ou GPL – Grau de possível Lesão ou Dano
  • NP – Número de Pessoas Expostas ao Risco.

Dessa forma, isso se expressa na seguinte fórmula: HRN = PE x FE x PMP x NP. Sendo assim, o seu resultado busca encontrar quais são os pontos frágeis da máquina, ou do ambiente de trabalho. Portanto, é fundamental quando for consolidar programas de prevenção de acidentes. Portanto, é imprescindível precisão na coleta e formulação, do que vai ser lançado planilha do método HRN. Não podem ter erros no preenchimento! Sendo assim, é possível ter noção de quanto é útil o método HRN na apreciação dos riscos determinada pela NR 12.

Tabelas do método HRN

Os parâmetros usados no cálculo do método HRN oferecem números nos quais tornam possível uma classificação de risco, e sua escala de acontecimentos. Dessa forma, temos nesse método a Frequência de Exposição, Grau de Possível Lesão, Probabilidade de Ocorrência e Número de Pessoas Expostas.

Probabilidade de Exposição (PE):

  • 0,033 – Quase impossível;
  • 1 – Altamente improvável;
  • 1,5 – Improvável;
  • 2 – Possível;
  • 5 – Alguma chance;
  • 8 – Provável;
  • 10 – Muito provável;
  • 15 – Certeza.

Frequência de Exposição (FE):

  • 0,5 – Anualmente;
  • 1 – Mensalmente;
  • 1,5 – Semanalmente;
  • 2,5 – Diariamente;
  • 4 – Em termos de hora;
  • 5 – Constante.

Grau de Severidade ou Probabilidade Máxima de Perda (PMP):

  • 0,1 – Arranhão / Escoriação;
  • 0,5 – Dilaceração / Corte / Enfermidade leve;
  • 1 – Fratura leve de ossos;
  • 2 – Fratura grave de ossos;
  • 4 – Perda de 1 ou 2 dedos;
  • 8 – Amputação de perna, mão / perda parcial da audição ou visão;
  • 10 – Amputação de 2 pernas ou mãos / perda parcial da audição ou visão em ambos ouvidos e olhos;
  • 12 – Enfermidade permanente;
  • 15 – Fatalidade.

Número de Pessoas Expostas (NP):

  • 1 – De 1 a 2 pessoas;
  • 2 – De 3 a 7 pessoas;
  • 4 – De 8 a 15 pessoas;
  • 8 – De 16 a 50 pessoas;
  • 12 – Mais de 50 pessoas.

Portanto, durante a apreciação de riscos, o responsável levantará quais os níveis apresentados pela máquina, e aplicará na fórmula.

Resultados encontrados com o Método HRN

Com o resultado em mãos se confronta com a tabela de graduação de riscos, disposta pelo método HRN, no qual se estrutura os resultados da seguinte forma:

  • 0 a 1 – Aceitável;
  • 1 a 5 – Muito Baixo;
  • 5 a 10 – Baixo;
  • 10 a 50 – Insignificante;
  • 50 a 100 – Alto;
  • 100 a 500 – Muito Alto;
  • 500 a 1000 – Extremo;
  • Acima de 1000 – Inaceitável.

Dessa forma, a partir dessas referências, se avalia e toma a medida preventiva ideal a fim de dificultar a exposição aos perigos. Os responsáveis pelo setor de Segurança do Trabalho, além das ações, precisam estipular prazos de correção dos problemas encontrados no cálculo HRN. Dessa forma, conferi-los posteriormente, evitando inconsistências numa possível fiscalização. Portanto, vale dizer, é possível elaborar uma tabela com coloração para cada nível de risco. Dessa forma, as cores mais usadas são: verde (mais brandos), amarelo (intermediários) e vermelho (mais rigorosos).

Conheça as sinalizações necessárias para as máquinas!

Em quais situações usar a planilha HRN?

Primeiramente, seguindo as instruções da NR 12, o método HRN deve ser aplicado em algumas fases do trabalho com máquinas e equipamentos, tais como:

  • Durante a operação do maquinário (seja novo ou usado);
  • Na realização dos serviços de manutenção;
  • Na instalação de máquinas e equipamentos;
  • Ao efetuar ajustes;
  • A fim de realizar movimentações, remoções e deslocamentos verticais;
  • Avaliar os riscos adicionais;
  • Definição de quais EPI devem ser utilizados em determinadas áreas;
  • Elaboração de projetos elétricos e mecânicos.

Portanto, todas essas informações devem compor todos os treinamentos aos profissionais da Segurança do Trabalho, principalmente, os ligados a NR 12. Mas, aqueles nos quais atendem mais de um cliente, por exemplo, conseguiram fazer muitos cálculos em pouco tempo. Dessa maneira, significando um aumento nas chances de desenvolver mais projetos.

Portanto, é fundamental uma ferramenta na qual consiga conciliar vários números e situações (expressados no método), das quais necessitam do parecer técnico. Nesses casos, a Normatiza dispõe de uma planilha HRN automatizada, ou seja, bastará informar os números de referência, e terá o resultado em poucos instantes.

Como fazer o Cálculo HRN?

O método HRN tem aplicação mais ágil quando usamos ferramentas onde consolidam esses números e entregam os resultados em segundos. Portanto, isso é possível se você utilizar a planilha automatizada do método HRN da Normatiza. Pois, trata-se de um material gratuito, a fim de ter acesso você só precisa fazer um pequeno cadastro e depois pode usar quantas vezes necessitar.

Consequentemente, com esse recurso, suas apreciações de risco acontecerão rapidamente, e conseguirá atender vários clientes no mesmo dia. Sendo assim, você pode conseguir a planilha do método HRN gratuitamente acessando este link. Essa é a contribuição da Normatiza para você aproveitar todo auxílio proporcionado pelo método HRN. Faça o download e bom trabalho!

Como funciona as Medidas de Proteção Complementares?

Deixe o seu comentário

Participe do nosso grupo de Telegram!

Tudo sobre NR 12, incluindo materiais gratuitos, planilhas de controle, modelos de análises de risco e uma comunidade engajada sobre NR 12!
Mais artigos relacionados

Materiais Gratuitos!

Confira todos os materiais criados pela Normatiza para engenheiros, técnicos e relacionados a NR 12!

Falar no WhatsApp
1
💬 Falar com especialistas em NR 12
Olá!
Fale com nossos especialistas em NR 12 e conheça mais da Normatiza!